Três dicas que te ajudarão a se tornar referência no mercado através das redes sociais

Atualmente, o maior desafio dos anunciantes não é mais escolher qual é o melhor canal para anunciar os seus produtos e sim, saber COMO anunciar de forma uma que atinja o público alvo dentro de cada canal de comunicação.

Por isso, nesse artigo iremos te trazer algumas dicas valiosas para que você consiga se tornar referência no mercado, dentro do seu segmento, através das Redes Sociais. Bora lá?

1.      Defina sua persona

A primeira etapa desse processo é definir a sua persona nas redes sociais.

Nessa altura você já deve saber que a persona é a manifestação mais próxima da realidade do seu público-alvo. Por isso, para poder ter uma definição aproximada dela, você vai precisar realizar uma pesquisa de mercado, analisar o seu histórico de clientes e fazer algumas pesquisas com a sua base.

Com isso, você irá identificar padrões e assim, vai poder utilizar essas informações para construir sua persona. Assim que você conseguir reunir tais informações, defina:

  • Dores: o que atrapalha essa persona a atingir seus objetivos e como seu serviço pode ajudar;
  • O que a faz ficar feliz, que tipo de informação ou serviço “mexe” com essa persona;
  • Quais são os objetivos dessa persona em geral;
  • Canais em que você pode encontrar sua persona (aqui entram as redes sociais ;)).

2. Descubra qual é a melhor rede social para seu negócio

Profissionais de Marketing já devem estar bem familiarizados com a dinâmica presente nas redes sociais. Por exemplo, o Facebook tem mais de 1 bilhão de usuários dos mais diversos tipos. Já o LinkedIn é focado apenas em pessoas que estão trabalhando ou buscando trabalho. O Twitter possui um foco mais informal e é utilizado para algumas empresas para suporte ou divulgação de promoções.

Então você deve se perguntar: Você precisa estar em todos esses canais? Não necessariamente!

É possível dominar um desses canais, ou seja, dê foco para o canal mais adequado ao seu modelo de negócio. Entretanto, é fundamental saber o potencial de cada rede social antes de escolher. O nosso artigo Você sabe quais são as redes sociais mais usadas no Brasil? Pode te ajudar com isso mas, já podemos te adiantar quais são as redes sociais mais populares no que diz respeito a anuncio. Confira quais são elas abaixo: 

Facebook: O Facebook é uma ótima plataforma para vendas B2C e de ticket médio baixo, principalmente porque permite que você trabalhe a urgência na prospecção.

LinkedIn: O LinkedIn é uma ótima plataforma para vendas B2B! Mas, além de possuir uma base de dados gigantesca para geração de Leads, a plataforma também é uma excelente forma de prospectar Leads.

Twitter: Por ser uma rede social mais dinâmica e simplista, o Twitter oferece melhores resultados em ações B2C. Além disso, é uma rede social que auxilia as empresas a interagirem com seus prospects, se aproximarem de seus clientes e trabalharem o branding.

3. Siga os pilares do Social Selling

Social Selling nada mais é do que fazer a utilização das redes sociais para conhecer seus clientes, criar um relacionamento e, consequentemente, otimizar as vendas. o/

Confira abaixo algumas dicas para realizar um Social Selling bem eficiente:

Construa uma marca profissional

Quando você se posiciona como um especialista em sua área de atuação, seu relacionamento com potenciais clientes e também as suas vendas irão aumentar. Nas redes sociais isso não é diferente e você consegue isso através dos conteúdos que compartilha.

O LinkedIn, por exemplo, possui uma ferramenta chamada Pulse, que permite o compartilhamento de textos. Quanto mais artigos relevantes uma pessoa postar, mais leitores ela atrairá e, consequentemente, aumentará a autoridade dela perante o mercado.

Ou seja, digamos que um determinado Lead receba uma mensagem de duas pessoas no LinkedIn que trabalham no mesmo mercado, as chances desse Lead responder ao especialista que tem vários textos publicados é muito maior do que a de responder uma pessoa com perfil comum.

E é exatamente a mesma coisa no Facebook, Twitter ou qualquer outra rede social. Quando você aposta em conteúdo relevante sobre seu nicho, você está atestando que sabe do que está falando e assim, consegue construir uma imagem de especialista perante o público.

Foque nos Leads corretos

Você precisa saber quem tem o perfil certo para a sua empresa antes mesmo de entrar em contato, definindo desde o começo quais são os critérios para a prospecção.

Se você já possui uma persona definida, ótimo! Pois isso não será um problema. Com os dados de sua persona em mãos, você só precisa direcionar seu marketing para ela.

No momento da prospecção, é recomendado que você explique por que está entrando em contato com ela. Além disso, deixe claro quais são os seus objetivos. Segundo dados do LinkedIn, mais de 76% dos compradores se sentem prontos para ter uma conversa em mídias sociais quando o responsável pela prospecção estabeleceu critérios claros.

Cuide da abordagem

Evite cometer o erro de entrar em contato com um Lead sem uma pauta bem estruturada. Principalmente se você vai fazer a abordagem através das redes sociais. No LinkedIn, por exemplo, há a possibilidade de o vendedor verificar o retrospecto da vida profissional do comprador.

Já no Facebook é possível ver os interesses do prospect e até quais são as páginas ele acompanha.

Com o Twitter você consegue até verificar o humor do cliente em potencial e saber o que ele está pensando.

Por isso, use isso a seu favor! Você sabia que mais de 62% dos compradores respondem a mensagem quando nos comunicamos apresentando insights que se alinham ao momento do Lead? Essa é uma taxa de conversão e tanto, não acha?

Por que prospectar nas redes sociais

Para começar a responder a essa pergunta, vamos trazer alguns números: somando o número de usuários do LinkedIn e do Facebook, temos 1,2 bilhões de pessoas – ou seja, 1/7 da população mundial. Você consegue imaginar quantos potenciais clientes fazem parte desse número?

Usar as redes sociais é fundamental para alcançar o seu público-alvo hoje em dia, já que não é possível mais ser conhecido apenas utilizando blog e mídia tradicional. Além disso, seus concorrentes com certeza devem estar explorando esses canais – e você não quer ficar para trás, certo?

Voltar